Segue-me por Email

terça-feira, 16 de dezembro de 2008

Natal...

"Os colegas da missão já se retiraram para o descanso merecido da noite. De kispo ligeiro pelas costas, venho para o pátio da missão. Fico, por uns instantes, a apreciar o tão raro e misterioso silêncio.
Quedo-me a olhar o céu pontilhado de astros. E dou comigo a pensar numa estrela única e sem igual, muito querida e desejada por todos. Não a distingo entre a multidão incontável que enche o firmamento, mas também não faço questão por isso. Não é uma estrela qualquer das que habitam o espaço celeste.
A sua presença não é notória, mas sei que está ali. Esta certeza conforta-me e conduz-me até à mencionada estrela. Ela própria me leva até à gruta onde está aquele que é a esperança do mundo. É um menino de nome Jesus.
Um grupo de pastores tinha apenas entrado. Entre louvores e parabéns, acenei à sua mãe Maria que me pôs à vontade com o recém-nascido. José, seu marido, ficou contente por me ver conversar com o Menino:«Muita gente fala do Natal, do teu Natal, ó meu pequeno Jesus! Mas a tua mensagem de paz não entra nos seus planos e não tem prioridade na sua vida. De ti apenas sabem o nome, mas já estou a vê-los a bambolear-te de mão em mão, falando de paz como pretexto para a guerra. Porque não inventas a arma da paz como eles inventam as armas da guerra?»O Menino olhava insistentemente para o alto, sinal claro de um convite que eu resistia em acolher e aceitar.
Disse-lhe: «Não estou mais interessado em olhar para as alturas do céu estrelado onde ficas irreconhecível entre miríades de astros.»Ele sorriu, apontando ainda na mesma direcção, vencendo a minha teimosia.
Olhei. Estrelas transformavam-se em letras do alfabeto e, deslocando-se, procuravam um lugar no arranjo das palavras que se liam no céu: «Gloria a Deus nas alturas e Paz na terra aos homens de boa vontade.»Verso do Livro Santo que une a terra ao céu na melodia celestial que os anjos cantavam sem interrupção.
Agora que o dia de Natal está mesmo à porta, penso em Saná, uma menina de sete anos que vive aqui em Nyala, Sul do Darfur.Ela sabe que Deus não ama a guerra e que nos enviou a prenda mais bela: Jesus, o Príncipe da Paz. Se ao menos o mundo tivesse em consideração a pergunta que a pequena Saná, alguns dias atrás, me pousou: «Porquê a paz está a demorar tanto em chegar?»!
Naquele dia, enquanto esperava uma resposta para a sua pergunta, Saná aprendeu uma nova oração que, a seguir, rezou com o seu grupo de catequese: «Destrói, ó Deus, os muros do ódio, entre as nações; aclara o caminho para aqueles que trabalham pela paz.»Votos de um santo e feliz Natal e próspero ano novo, repleto de paz!"

Pe.Feliz da Costa Martins
- Missionário Comboniano -
Nyala - Darfur (Sudão)
Publicado AKI
**
Aproveito para agradecer
às meninas que para
pagamento de Mares d'Alma
enviaram
dinheio a mais para o Darfur!
Obrigado!!

7 comentários:

Tozé Franco disse...

Olá Elsa.
Tive o prazer de ouvir, no outro dia, a propósito da Celebração da Imaculada Conceição, padroeira do Colégio onde trabalho, o Padre Leonel (penso ser o mesmo) Missionário Comboniano que falou aos alunos sobre o Darfur, tendo como fundo um trabalho de Área de Projecto de um grupo do 12.º ano chamado DAR FUtuRo (assim mesmo).
Um abraço e meu muito obrigado pela contributo que dá para estas causas:
PS; Tenho música (da casa) no meu canto. Passe por lá.

Ana Pallito disse...

coração aos pulos

evelise disse...

atOláá...
a Paz do Senhor,
tudo bem??
eu queria saber se posso manter o contato com você...
meu nome é Evelise e eu sou
de Fortalez Ceará...
e me identifiquei muito com
a missão de vocês p/ a Etiopia no ano novo..
meu email é veve_maranata@hotmail.com
gostaria de obter uma resposta...
=)
que Deus os protejam
E Maria os gurde...
Grande abraço!
Shalom
;D

Espaço do João disse...

Olá Elsa.
Será que essas crianças saberão o que é Natal? Estou convencido que se tiverem uma côdea de pão todos os dias, seria sempre Natal.

Mariana disse...

Elsa querida,
Que Deus continue te fortalecendo para sempre ajudar essas pessoas tão necessitadas!!!
Um Feliz Natal e um Ano Novo cheio de renovação, de esperança, de paz e amor!
Beijos em Cristo e Maria,
Mari.

zedeportugal disse...

Caríssimos,

Venho pedir-vos que, na medida da vossa vontade e da vossa disponibilidade, suportem e ampliem esta causa de vida e de justiça.
http://umjardimnodeserto.nireblog.com/post/2008/12/18/nao-ha-causa-maior-que-a-da-vida
Não mais é possível a passividade face ao verdadeiro genocídio moderno que é o aborto.
São precisas 4000 assinaturas até ao fim do ano nesta petição.
http://www.gopetition.com/petitions/revisaoleiaborto/signatures.html
Bem-hajam.

José de Portugal

O Micróbio II disse...

UM SANTO NATAL!