Segue-me por Email

domingo, 19 de julho de 2009

Saí de mim...


Saí de mim
e encontrei-me
no meu silêncio
na quietude apaziguada...
Senti-me leve,
livre e liberta,
subi mais um pouco
em mim
mas fora de mim...
Onde não há tempo
nem espaço,
nem lágrimas
nem dor,
apenas paz
e luz
que me invadiu
e me levou
para longe…

Ainda...olhei para trás,
não queria voltar…
mas voltei,
e guardei em mim
os silêncios
que hão-de perpetuar-se
no silêncio de mim...
Elsa Sequeira

1 comentário:

Ana Pallito disse...

Paz amiga querida!

Vou contigo se me permite.