Segue-me por Email

sexta-feira, 1 de maio de 2009

“COLORIR SORRISOS EM S.TOMÉ”


A Associação de Apoio ao Ser Humano (ADASH) é uma entidade sem fins lucrativos, que foi fundada em 5 de Fevereiro de 2009 e que visa fundamentalmente apoiar famílias carenciadas nas suas necessidades mais básicas e elementares, designadamente no âmbito da educação (creches, infantários e escolas) e da saúde, em especial ao nível dos cuidados da medicina preventiva, curativa e de reabilitação, bem como no da formação pessoal do indivíduo e, na medida do possível, a promoção de acções culturais e recreativas.

De acordo com os seus Estatutos, a ADASH desenvolverá a sua actividade em Portugal e nos PALOPs, em particular em São Tomé e Príncipe, tendo como alvo prioritário as crianças que integram agregados familiares que indiscutivelmente vivam em condições de extrema pobreza.

A fundação da ADASH resultou da vontade de um grupo de pessoas de diversas origens e formações académicas e profissionais que se preocupam com os que vivem muito abaixo do limiar da pobreza, mesmo considerando os parâmetros mais humildes.

Esta vontade nasceu e foi reforçada pela experiência vivida pelos fundadores da Associação, quer em Portugal quer nos PALOPs, nomeadamente em Cabo Verde, S. Tomé e Príncipe e também em algumas instituições similares.

A ADASH já solicitou e aguarda que lhe seja concedido o Estatuto de Utilidade Pública.
Entretanto, neste seu primeiro ano de existência, a direcção está na fase de planeamento das actividades mais prementes e da adequada organização da própria Associação, tendo em vista a curto prazo a realização de dois projectos (um em Portugal e outro no exterior).

PROJECTOS EM CURSO-Simbolicamente o 1º projecto a desenvolver no exterior será em S. Tomé e Príncipe



“COLORIR SORRISOS EM S.TOMÉ”

Este projecto consiste em entregar cerca de 40.000 caixas de lápis de cor às crianças daquele país com idades compreendidas entre os 6-14 anos.
Com esta entrega pretende-se cobrir toda a população escolar do 1º ciclo do ensino básico (antigo ensino primário) e para a sua concretização serão solicitados apoios junto de escola, igrejas, empresas produtoras de lápis, hipermercados, bem como à população em geral.
Informações podem ser solicitadas para o email da Associação: - associacao.adash@gmail.com
Todos podemos dar uma ajuda!
Vá lá não custa nada!

1 comentário:

Ana disse...

Conheci uma menina (licenciada) muito simpática dos portos de S. Tomé que veio aprender comigo, umas "coisinhas" de Recursos Humanos para implementar lá onde trabalha, e contou-me muitas histórias desse povo. Só tinha uma filha, mas é "apontada" se não tiver mais filhos. O marido é médico e não querem ter muitos porque querem dar-lhes uma vida melhor. Mesmo com a posição que tem a vida "é dura". Imagino os pobres!
Fazes bem em divulgar esta mensagem. Bem-hajas!!!
Um grande beijinho,
Ana Paula