Segue-me por Email

sexta-feira, 21 de setembro de 2007

Ó Ave de Deus!

Ó Ave de Deus...
Hoje não queres voar?
Então fico contigo...
Ficamos a ver o mar
Até que as tuas asas
ganhem força novamente...

12 comentários:

Sei que existes disse...

Bonito poema e foto!
Beijocas

Anónimo disse...

Acompanhados as nossas forças se restabelecem mais rapidamente...
Que haja sempre alguém por perto.
Ou então que sejamos nós esse alguém.

Muito bonito.

Beijinhos.

Andreia do Flautim disse...

às vezes é preciso um amigo para essas ocasiões.

Flôr disse...

Também fico convosco a olhar o mar... a olhar o céu... até que ele ganhe forças de novo para levantar vôo... :D

Amor, desejo-te um ópitmo fim-de-semana e que tenhas um Outono muito sereno e luminoso.

Abraçinhos doces para ti, Zé Luís e Tiaguinho.

Recebam também uma arranhadela da Bekas... da doida da Bekas eheheh
(ainda não sei se vou ser avó!!eheheh)

Tua amiga sincera

Flor :D

Paulo disse...

E ficar a ver o mar, aquele vai e vem embalante do mar, misturado com o cheiro a maresia, revigoriza tanto, dá tanta força. Parece que Ele, lá no alto, vai-nos embalando no seu colo para "acordar-mos" para um novo dia cheio de força, fé e esperança. Bom fim de semana

Nilson Barcelli disse...

Um intervalo no voo é essencial para retemperar forças.
Para as aves e para nós.
Enquanto isso, a felicidade da contemplação.
Pequenino e belo, o teu poema.
Bfs, beijinhos.

Sol da meia noite disse...

Nem sempre se voa...

Tem vezes em que se olha o mar...

Beijinhos!

pe.cl disse...

Hoje também não me apetece muito voar, vou simplesmente ficar a ver o Mar sonhando com a travessia...

Beijinhos.

Anónimo disse...

que nuestras alas ganen libertad, que conquistemos la libertad aprendiendo la única verdad: el

amor

:-)

.:mÁrCiO:. disse...

... porque de facto a esperança é a última a morrer!

Jonice disse...

Porque às vezes o vôo, às vezes o repouso.
Porque às vezes o repouso, às vezes o vôo.
The birds on the picture are lovely!
Beijinho

Ni disse...

Com um amigo ao lado nem sempre é preciso abrir as asas e voar... os sonhos voam por nós, a força chega no aperto de um abraço ou no olhar transparente: "Estou contigo.".

O meu sonho voou... vejo o mar.