Segue-me por Email

domingo, 26 de agosto de 2007

Pintor de Cristo!

Porto - Agosto de 2007
Artista da Rua que levou dois dias a pintar Cristo a giz ,num passeio da cidade,
a troco de algumas moedas, todos paravam para admirar o seu trabalho,
um trabalho que as pessoas iam acabando por pisar e apagar, pedi licença e tirei uma foto, eu
queria guarda-lo!
Entretanto fiquei a pensar...
Se este pintor de Cristo (e tantos outros)
tivesse meios de se projectar no mundo artistico,
talvez viesse a ser um pintor famoso, como não tem...
resta-lhe ir pintado os passeios das cidades...

20 comentários:

Sol da meia noite disse...

Tens razão...
Quantos talentos aí por uma qualquer rua, que jamais serão reconhecidos.

Talvez o lado injusto da vida...

Beijinhos!

Maria João disse...

O que vale é que este quadro está sempre exposto na galeria do Pai...

beijos em Cristo

PS: Obrigada por te juntares à campanha do Darfur.

.:mÁrCiO:. disse...

Não só na pintura... mas também em muitas outras áreas...

... mas ao mesmo tempo, muitas dessas pessoas não procuram a fama! Fazem apenas pelo gosto...

Silvia Madureira disse...

Eu sempre considerei a vida injusta observando o que me rodeia. E em cada momento eu me apercebo o quanto esta injustiça se perpetua. Basta sair à rua como tu...ou analisar o nosso próprio caso se for caso disso.
Acreditem que hoje em dia apenas se dá a mão a quem tem berço de ouro e apenas surgem amigos de ocasião. Muito raramente surge um amigo mas acreditem é uma pedra preciosa.
É duro mas é a verdade!

Andreia do Flautim disse...

O pintor tinha talento!

antonio disse...

O objectivo deste post não seria seguramente lançar uma onda de desânimo... quando estamos disponíveis para dar e os outros para receber, sobre o passeio de uma qualquer rua, construímos um altar.

elsa nyny disse...

António!

Plenamente de acordo contigo!
Sabes, e naquela tarde gostei tanto de encontrar Cristo ali no passeio, pintado com tanto amor! Foi lindo!
:)

malu disse...

Um pintor com "alma" e evangelizador. Que Deus o abençoe.

Bjs para ti.

delusions disse...

Tantos talentos... Nas mais diversas áreas, de diferentes vocações desperdiçados...

Mas sim. O pintor era talentoso, e não cruzou os braços por não ser reconhecido, mas partilhou a beleza do seu talento com todos...

Bjs*

Ana Luar disse...

Concordo plenamente com o António... façamos um altar sobre a obra do artista.
Que se louvem as mãos com dons para tão bela arte.

rosa dourada/ondina azul disse...

O pintor é desconhecido, não tem meios, mas não se limitou e pintou numa grande "tela" o que ele sentiu que devia mostrar aos outros.

E é verdade, podemos sempre construir um altar, em especial dentro de nós.

Beijinho,

P. Guerreiro disse...

Assinei por Darfur. Parece sempre tão pouco o que se pode fazer perante tanta necessidade, comida, água, justiça, paz, respeito, saúde. Sensibilizar os governos poderosos, inverter a pirâmide e dar-mos nós, a base o exemplo.
Assim como o belo Cristo no passeio da cidade, também os mais desprotegidos estão condenados a ser pisados e a desaparecer.
Pelo poder, pelo dinheiro, por simples desprezo ou maldade. Não fui eu que escrevi a história mas os exemplos não são famosos. Resta-nos a esperança e seja ela de que natureza for é sempre bem vinda.
Um abraço!

veritas disse...

Eu admiro essas pessoas, elas precisam que lhes transmitamos a nossa força para terem a noção do quão podem ir sempre mais além...

Bjs. Boa semana.

MARTA disse...

Concordo - tantos artistas que andam por aí, à mercê de quem passa, pois não têm apoios de quem os devia dar.
No entanto, talvez o maior trunfo seja estarem sempre em contacto com as pessoas na rua, o calor humano...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

celtaj disse...

La libertad del artista no podrá caber en una escuela, en una galería.
La libertad para ser él mismo, para pintar sin ataduras y dejar su mensaje libre.
Esa libertad que probablemente le enseñó Cristo, lejos de la hipocresía de los fariseos actuales.

Un abrazo, Elsa.

Fontez disse...

pintores que têm Cristo consigo.
Deus não os abandonará...!

Sei que existes disse...

Pois é!...
Infelizmente há verdadeiros artistas que permanecem toda a sua vida no anonimato...
Beijinhos

Daniella disse...

Essa imagem, pintada na rua, chegou a mais pessoas do que se estivesse numa galeria! …

Passei por “cá”… Obrigada por teres passado por “lá”…

Isabel disse...

Claro que sim minha amiga, já pensei tantas vezes o mesmo ao ver artistas de rua com trabalhos maravilhosos.
As pessoas passam e não veem, outras passam veem, gostam mas assumem que se está na rua não deve prestar, não é verdade infelizmente hoje em dia tudo até a arte precisa de marketing, de tecnicas de venda, de tecnicas que façam o produto ser valorizado.
A arte não devia ser um produto... mas a verdade é que é tratado como tal e é pena.
Ainda bem que há gente como tu que repara no chão que pisa, e por vezes o que pisamos são obras de arte.
Esse pintor ia gostar de saber que esta no teu espaço e que tamtos aqui falam e admiram o seu trabalho.

Bonita a tua atitude Elsa.
Bonita como tu...

Um abraço.

Isabel

O Lobo disse...

FABULOSO - Esse homem tem um dom.
Gostei muito de ver uma coisa tão espectacular feita em giz... Guarda-se na memória mas vai desaparecer num instante não é? É um pouco como a vida, muita coisa desaparece, mas ficam sempre boas memórias